Pensando na Vida

domingo, 12 de junho de 2011

Getúlio Vargas - Simulado

-->
01. (FUVEST) As idéias integralistas, de um modo geral, podem ser definidas como
A- nacionalistas e materialistas.
B- anti-semitas e internacionalistas.
C- estatistas e pacifistas.
D- corporativistas e anticomunistas.
E -antiliberais e anticristãs.

02. (CESGRANRIO) No período que se estende da década de 30 até o pós-guerra, diversos países da América Latina passaram por transformações de suas estruturas políticas, econômicas e sociais. Como resultado dessas transformações, identificamos o surgimento de movimentos reformistas sociais e a emergência de governos populistas em diversos países latino-americanos. Assinale a opção que se relaciona corretamente com essa fase do Populismo.
A- Enfraquecimento político e social das organizações e representações sindicais e do operariado urbano.
B- Crise do Estado Oligárquico baseado nos modelos econômicos agroexportadores.
C-Monopólio dos grupos empresariais privados no processo de industrialização da América Latina.
D- Exclusão do operariado da legislação trabalhista, criada nesse período, que privilegia os segmentos médios urbanos e industriais.
E- Fortalecimento dos partidos políticos ideologicamente constituídos em oposição aos movimentos nacionalistas.

03. (FUVEST) Leia os versos da canção e responda.
“O cinema é falado”.
É o grande culpado
Da transformação
Dessa gente que sente
Que um barracão
Prende mais que um xadrez.
(...)
Amor, lá no morro, é amor pra chuchu,
As rimas do samba não são 'I love you'.
E esse negócio de 'alô, alô, boy',
Só pode ser conversa de telefone."  (Noel Rosa, Cinema Falado, 1933.)
Os versos do compositor Noel Rosa refletem uma crítica. Eles expressam
A-a ausência das inovações tecnológicas estrangeiras na difusão da cultura popular brasileira.
B-a influência do jazz norte-americano no ritmo e nas letras do samba.
C- expansão da dominação cultural norte-americana e a desvalorização da cultura popular nacional.
D -a resistência da arte popular quanto às inovações tecnológicas, especialmente o cinema falado e o radio.
E-o predomínio da música estrangeira em substituição ao samba autenticamente brasileira.

04. (PUC) O Estado Novo (1937 - 1945) marcou o longo governo de Getúlio Vargas. Sobre suas características e realizações, assinale a alternativa correta.
I. Politicamente, regeu-se pela "Carta Polaca", a constituição de 1937.
II. A liberdade de imprensa, expressão do liberalismo político, foi mantida e prestigiada.
III. Demonstrando simpatia simultânea aos norte-americanos e alemães, Vargas conseguiu obter capitais e tecnologia, implantando a Companhia Siderúrgica Nacional (Volta Redonda).
IV. Como solução dos conflitos trabalhistas, o Estado Novo prestigiou os sindicatos e os operários, que, por meio de greves, conseguiram numerosas vitórias trabalhistas.
V. Para propaganda de seu governo, Vargas utilizou o rádio, meio então moderno, e criou "A Voz do Brasil", programa obrigatório em todo o país.
Estão corretas:
A- as opções II, III, IV e V.
B- as opções III, IV e V.
C- as opções II, IV e V.
D -as opções I, III, e V.
E -apenas I e IV.

05. (FMU) O governo de Vargas, no período de 1937 a 1945, pode ser considerado como sendo
A -uma ditadura socialista.
B-um parlamentarismo democrático.
C -um presidencialismo oligárquico.
D -um presidencialismo autocrático.
E- um parlamentarismo populista.

06. (ANHEMBI-MORUMBI) As mudanças sócio-econômicas ocorridas durante a Era Vargas foram marcadas:
A- Pelo gradual declínio da burguesia industrial e pela ascensão das tradicionais oligarquias agrárias.
B -Pelo crescente predomínio do setor rural sobre os grupos urbanos.
C -Pela ascensão do agrarismo e ruralização da sociedade.
D -Pelo aumento do poder da burguesia industrial sobre as tradicionais oligarquias agrárias e pela crescente hegemonia das cidades sobre o campo.
E -Pelo fato de ter recebido substancial ajuda do governo, o setor agrícola, durante o Estado Novo, conheceu um período de crise, motivado em grande parte pelas dificuldades econômicas da conjuntura internacional.

07. (CESGRANRIO) A redemocratização do Brasil, no final do Estado Novo, pode ser associada a diferentes transformações internas e externas do período, entre as quais se inclui a(o):
A- aproximação de Getúlio Vargas aos setores liberais em torno do projeto "queremista".
B -vitória dos aliados na Segunda Guerra Mundial, fortalecendo os ideais democráticos contra os regimes totalitários.
C - recusa do governo em convocar eleições e permitir a recriação dos partidos políticos.
D - resistência do empresariado à implantação da legislação trabalhista e previdenciária.
E -apoio aos movimentos sociais inspirados no ideário nazifacista como as Uniões dos Escritores e dos Estudantes.

08. (MACKENZIE) Sobre os partidos políticos criados no final do Estado Novo e que comandaram a vida política nacional até 1964, não podemos afirmar:
A- a UDN representava classes médias e elites e, quanto mais se aproximava do fim do Populismo, mais se convertia num partido conservador, com uma parcela significativa de seus membros favorável ao golpe militar.
B- o PSD, partido varguista, tinha suas bases nas oligarquias e burocracia federal, levantando a bandeira conservadora.
C- o PTB, também varguista e apoiado por sindicatos e massas urbanas, cresceu muito durante os governos Juscelino e João Goulart, ameaçando o equilíbrio no Congresso, crescendo os temores conservadores.
D- o PCB sai da clandestinidade em 1945, mas é novamente cassado em 1947 pelo governo Dutra, em função da Guerra Fria.
E- o PDC tinha expressão nacional em razão do carisma de seu líder Adhemar de Barros.

09. (UFIS) O "movimento queremista" foi articulado por lideranças sindicais e apoiava a idéia de continuidade de Vargas no poder. Os comunistas, até então perseguidos pela ditadura varguista, apoiaram esse movimento, pois
A- julgavam que seria a melhor maneira para garantir as conquistas trabalhistas.
B- o partido estava desarticulado e sem orientação política.
C-os comunistas obtiveram junto a Vargas o direito de comandar o movimento sindical.
D -apoiavam os rumos da centralização política, esquerdizante.
E- pretendiam fazer parte de novo governo Vargas e colocar em prática as idéias comunistas para o movimento sindical.

10. (UNESP) para a grande parte da América Latina, o período que começa em 1944, 1945 ou 1946 (dependendo do país em questão) (...) caracterizou-se por três fenômenos distintos, mas inter-relacionados: democratização, tendência à esquerda e militância trabalhista [Leslie Bethel e Ian Roxborough (org.), América Latina.] O principal fator externo responsável por essa nova situação foi a
A- ação norte-americana, através do corolário Roosevelt.
B -ação dos países componentes do Eixo.
C -ação da doutrina americana do "Destino Manifesto".
D- militância das esquerdas latino-americanas.
E- vitória dos aliados na Segunda Guerra Mundial.

11- (Mackenzie-SP/2004) Getúlio Vargas pôde, em 1937, inaugurar um novo governo, conhecido como Estado Novo. Sobre esse período, é correto afirmar que:
a) era caracterizado pelo exercício da democracia e das liberdades civis, em repúdio às idéias comunistas que ameaçavam a nação, dada a intenção desses grupos revolucionários de chegar ao poder por meio de um golpe.
b) diante da ameaça comunista, o Parlamento, as Assembléias Estaduais, assim como as Câmaras Municipais, passaram a legislar e a intervir em diversos assuntos da política nacional.
c) ocorreu a imposição de uma Constituição autoritária, influenciada pelas doutrinas fascistas que vigoravam em algumas nações européias, o que representou o início de um período de ditadura.
d) dentro do novo regime, graças à subordinação das corporações sindicais ao Estado, que passou a controlar a ação dos trabalhadores, houve a conquista de direitos trabalhistas, resultado da boa vontade das elites empresariais.
e) a conjuntura econômica internacional contribuiu para a consolidação do Estado Novo, que, diante da crise que ainda persistia no setor cafeeiro, aumentou o seu papel interventor, buscando solucionar o problema das exportações nacionais.

12- (FGV-SP/2004) Em 21 de dezembro de 1941, Getúlio Vargas recebeu Osvaldo Aranha, seu ministro das Relações Exteriores, para uma reunião. Leia alguns trechos do diário do presidente: "À noite, recebi o Osvaldo. Disse-me que o governo americano não nos daria auxílio, porque não confiava em elementos do meu governo, que eu deveria substituir. Respondi que não tinha motivos para desconfiar dos meus auxiliares, que as facilidades que estávamos dando aos americanos não autorizavam essas desconfianças, e que eu não substituiria esses auxiliares por imposições estranhas."
(Vargas, Getúlio, Diário. São Paulo/Rio de Janeiro, Siciliano/Fundação Getúlio Vargas, 1995, vol. II, p. 443)
A respeito desse período, podemos afirmar:
a) As desconfianças norte-americanas eram completamente infundadas porque não havia nenhum simpatizante do nazi-fascismo entre os integrantes do governo brasileiro.
b) Com sua política pragmática, Vargas negociou vantagens econômicas com o governo americano e manteve em seu governo simpatizantes dos regimes nazi-fascistas.
c) Apesar das semelhanças entre o Estado Novo e os regimes fascistas, Vargas não permitiu nenhum tipo de relacionamento diplomático entre o Brasil e os países do Eixo.
d) No alto escalão do governo Vargas havia uma série de simpatizantes do regime comunista da União Soviética e de seu líder Joseph Stalin.
e) As pressões do governo norte-americano levaram Vargas a demitir seu ministro da Guerra, o general Eurico Gaspar Outra, admirador dos regimes nazi-fascistas.

13- Mackenzie-SP/2000) Sobre a política trabalhista do Estado Novo é correto afirmar que:
a) autorizava a greve e não se inspirava na Carta Del Lavoro, vigente na Itália fascista.
b) embora sendo reconhecidos os benefícios sociais do salário mínimo, da Justiça do Trabalho e da CLT, Vargas manipulava as lideranças sindicais e as relações com o Estado eram caracterizadas pelo paternalismo e pelo intervencionismo.
c) nesse período vigorou um sindicalismo autêntico, livre da figura do “pelego” ou líder sindical manipulado pelo Estado.
d) a criação do imposto sindical trouxe enormes vantagens sociais, não representando um instrumento de subordinação ao Estado.
e) Vargas procurou manter uma postura liberal, não interferindo nas relações capital e trabalho.


14- (UECE-CE/2001) São características da legislação trabalhista estabelecida no período Vargas:
a) A instituição do imposto sindical e a universalização dos direitos trabalhistas e políticos aos trabalhadores urbanos e rurais.
b) O enquadramento dos sindicatos e a concessão de direitos sociais aos trabalhadores urbanos.
c) A incorporação dos trabalhadores rurais à legislação do trabalho e a plena liberdade sindical.
d) O controle dos sindicatos de trabalhadores e o fim dos direitos sociais, como as férias anuais remuneradas.

15- (Unisal-SP/2002)
Foi o chefe mais amado da nação
Desde o sucesso da revolução
Liderando os liberais
Foi o pai dos mais humildes brasileiros
Lutando contra grupos financeiros
E altos interesses internacionais
Deu início a um tempo de transformações
Guiado pelo anseio de justiça
E de liberdade social
E depois de compelido a se afastar
Voltou pelos braços do povo
Em campanha triunfal
Abram alas que Gegê vai passar
Olha a evolução da história
Abram alas pra Gegê desfilar
Na memória popular
O trecho acima, retirado da música Dr. Getúlio, de Chico Buarque, mostra uma imagem positiva criada em torno de Getúlio Vargas. Assinale a alternativa que apresenta uma explicação possível para tal mitificação.
a) A intensa repressão à Revolução Constitucionalista de 1932 proporcionou um amplo apoio da população paulista ao presidente Getúlio Vargas.
b) A venda de empresas estatais, como a Petrobras e a Companhia Siderúrgica Nacional, para grupos estrangeiros aumentou o poderio econômico da maior parte da população brasileira, elevando o índice de popularidade de Getúlio Vargas.
c) As diversas leis trabalhistas, como o salário mínimo e a regulamentação da jornada de trabalho, implantadas durante o governo de Getúlio Vargas, angariaram um vasto apoio popular ao presidente.
d) A aproximação de Getúlio Vargas à Ação Integralista Brasileira (AIB) ocasionou manifestações de apoio de várias camadas da população brasileira, especialmente do movimento operário, ligado ao comunismo.
e) A censura e a repressão, instalados durante o período do Estado Novo, principalmente através do Departamento de Imprensa e Propaganda e do Departamento de Ordem Política e Social, levaram o presidente a gozar de um imenso prestígio junto às classes populares.

16-
(Unirio-RJ/2000)  
(Schwarcz, Lília Moritz. As Barbas do Imperador. D. Pedro II: Um Monarca nos Trópicos. São Paulo, Cia das Letras, 1998 p. 322)
Na casa do beato Pedro Batista em Santa Brígida, na Bahia, D. Pedro II divide um espaço na parede com Getúlio Vargas. Este exemplo caracteriza um tipo de idealização da figura de mitos que ficaram sedimentados na memória popular. Podemos afirmar que Getúlio Vargas potencializou uma imagem de "pai dos pobres", em grande parte devido às(aos):
a) medidas de caráter populista, atraindo as massas trabalhadoras.
b) medidas revolucionárias introduzidas com a reforma agrária.
c) restrições econômicas impostas aos industriais brasileiros.
d) restrições rígidas impostas à burguesia nacional e internacional.
e) discursos ufanistas disseminados entre os camponeses brasileiros.

17- (Unisal-SP/2003) “Um urubu pousou no ombro da Petrobras e nada consegue espantá-lo. Nos últimos quinze meses, a empresa viu-se envolvida em 95 acidentes, nos quais morreram dezoito pessoas. Como se não bastasse, desde o ano passado seus dutos foram responsáveis por quatro vazamentos gigantes, que despejaram 5,5 milhões de litros de óleo por lagoas, rios e baías. Na semana passada, essa onda de tragédias culminou com três explosões, que mataram dez pessoas, deixaram uma ferida gravemente e desativaram a maior plataforma do mundo em capacidade de produção de petróleo – a P-36, instalada na Bacia de Campos. As duas e meia da madrugada, a monumental construção, equivalente a um prédio de quarenta andares e à largura de um quarteirão, começou a adernar.” (Revista Veja, Desastre em alto-mar, 21/3/2002)

O acidente com a plataforma P-36 em março de 2002 adiou a intenção do Brasil de conseguir atingir a auto-suficiência de petróleo, anteriormente planejada para ocorrer até 2005. Tal meta iniciou-se com a criação da Petrobras, ocorrida durante o:
a) Estado Novo, servindo como propaganda ideológica para o regime totalitário de Getúlio Vargas.
b) governo de Eurico Gaspar Dutra, cujo Plano Salte previa o investimento de recursos públicos para a o setor energético.
c) governo Juscelino Kubtischek, como resposta à necessidade da recém-criada indústria automobilística.
d) governo provisório de Getúlio Vargas, através de um acordo bilateral entre Estados Unidos e Brasil, proposto como garantia da posição brasileira contra o nazismo.
e) segundo governo de Getúlio Vargas, confirmando, através da criação da estatal, uma política de desenvolvimento econômico nacionalista

18-(Mackenzie-SP/2004) Durante o governo de Getúlio Vargas (1951-1954), a política econômica era marcadamente nacionalista. A adoção de uma política voltada para os interesses da nação determinou:
a) o choque com os interesses imperialistas, principalmente o norte-americano, já que os países capitalistas, durante a Guerra Fria, se agrupavam sob a direção e de acordo com os interesses dos Estados Unidos.
b) o estremecimento das relações entre Vargas e os EUA. Mas o presidente norte-americano, Eisenhower, viu-se impossibilitado de não conceder os empréstimos prometidos, para não perder um aliado na América.
c) a falência dos projetos ligados à criação de empresas estatais, que monopolizariam setores importantes da nossa economia, dada a falta de capital estrangeiro.
d) o afastamento, do governo, do movimento trabalhista, que criava obstáculos para a implantação do programa econômico.
e) a retomada de uma campanha liderada pelo próprio presidente, que denunciava a remessa de lucros para o exterior por parte das empresas nacionais.

19- (Unesp-SP/2002) O segundo governo de Getúlio Vargas (1951-1954) terminou com o suicídio do presidente. Contribuiu para a crise política desse governo:
a) o fechamento do Congresso, que acabou por unir, numa frente ampla, os defensores dos ideais democráticos.
b) o apoio do presidente aos políticos da UDN (União Democrática Nacional), favoráveis à organização de um golpe para mantê-lo no poder.
c) a política econômica adotada, de cunho nacionalista, da qual um dos marcos foi a criação da Petrobras, em 1953.
d) a série de convulsões sociais provocadas pela inflação, com movimentos grevistas organizados pelo Partido Comunista, então na legalidade.
e) a ruptura entre civis e militares, que culminou com o assassinato do político e jornalista Carlos Lacerda.


Questão 1: (d).
   Questão 2: (b).
   Questão 3: (c).
   Questão 4: (e).
   Questão 5: (d).
   Questão 6: (d).
   Questão 7: (b).
   Questão 8: (e).
   Questão 9: (a).
   Questão 10: (e).
    Questão 11: c
    Questão 12: B
Questão 13: b
Questão 14: B
Questão 15: C
Questão 16: A
Questão 17: E
Questão 18: A
Questão 19: C

7 comentários:

  1. A numero 12 esta sem resposta

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela observação e contribuição. A resposta correta da nº 12 é a letra B....um grande abraço.

    ResponderExcluir
  3. Bom, agora estou mais seguro para fazer a prova.

    ResponderExcluir
  4. A questão 11 alternativa corre é letra c.

    ResponderExcluir
  5. Na questão numero 4, o que está errado no item V?

    V. Para propaganda de seu governo, Vargas utilizou o rádio, meio então moderno, e criou "A Voz do Brasil", programa obrigatório em todo o país.

    ResponderExcluir
  6. Muito obrigada pelas observações e contribuições. Realmente a alternativa correta da número 11 é a letra C.
    Lucas Rocha em relação a questão número 4 no item 5 a questão afirma que no governo Vargas a propaganda do governo foi feita pela voz do Brasil. No entanto, nesse período o DIP foi criado para controlar, centralizar, orientar e coordenar a propaganda oficial, que se fazia em torno de sua figura. Abrangia a imprensa, a literatura, o teatro, o cinema, o esporte, a recreação, a radiodifusão e quaisquer outras manifestações culturais. Os meios de comunicação oficial associavam a figura do presidente a feitos que eram de interesse de grande parte da população: os trabalhadores. As práticas do Governo Vargas, da mesma forma, traziam benefícios para estas pessoas. FONTE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Departamento_de_Imprensa_e_Propaganda

    Muito obrigada pela visita e contribuição.

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela sua contribuição......volte sempre.